O ” MAPFRE “, com o brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca , termina a Volvo Ocean Race em quarto lugar

DEPOIS DE UM HISTÓRICO PÓDIO EM REGATA COSTEIRA, "MAPFRE" TERMINA VOLVO OCEAN RACE PERTO DO PÓDIO

© María Muiña / MAPFRE

A edição atual da volta do mundo chegou ao fim em Gotemburgo (Suécia), com a disputa da última regata costeira. O “MAPFRE”, equipe do brasileiro André Fonseca, alcançou sua meta de superar “Alvimedica” na última prova e tomou o quarto lugar geral na Volvo Ocean Race. A regata valeu como desempate e os espanhóis chegaram em terceiro, duas posições de vantagem para os turcos.

A bordo, um convidado de honra para dar sorte: o  Rei Don Juan Carlos, que estava acompanhado pelo diretor-geral da equipe espanhola, Pedro Campos. O monarca declarou após a regata ter apreciado a competição a bordo do “MAPFRE”.

Com pouco vento, a regata começou com atraso. “Tivemos muito pouco vento novamente. É muito difícil tocar o barco nessa situação com grandes velas e número limitado de atletas”, disse Iker Martínez.

O “MAPFRE”, mesmo assim, deu show de tática. Precisando chegar duas posições na frente do “Alvimedica”, o barco espanhol soube analisar as mudanças de direções de vento.

Na primeira marca, o “Brunel” assumiu a ponta e o “SCA” estava atrás. Restava um mini match race para os comandados de Iker Martínez Martínez e Charlie Enright.

O “MAPFRE” manteve o “Alvimedica” longe graças a uma grande estratégia. “Nós tivemos que parar o adversário para o “Dongfeng” passar. Depois aceleramos e terminamos em terceiro. A alegria da equipe foi enorme”, explicou o comandante basco. “Hoje foi um dia importante para nós, porque para ganhar do ‘Alvimedica’ já era difícil. Mas hoje foi o nosso dia!”, acrescentou Martínez.

Em quarto lugar geral

A classificação final da Volvo Ocean Race ficou definida. A equipe de Iker Martínez ficou em quarto lugar no pódio final.